Teto maior para comprar imóvel com FGTS deve injetar R$ 4,9 bilhões na economia

A decisão do Conselho Monetário Nacional (CMN) de subir para até R$ 1,5 milhão o valor do imóvel que pode ser comprado com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) trará um impacto de R$ 4,9 bilhões na economia neste ano. A estimativa foi divulgada nesta sexta-feira (17) pela Secretaria de Planejamento e Assuntos Econômicos (Seplan) do Ministério do Planejamento. Antes, o valor máximo do imóvel aceito nessas operações era de R$ 950 mil, em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal, e de R$ 800 mil, nas demais regiões do País.

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de Política de Cookies e Política de Privacidade para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.