Sincofarma reivindica taxas menores para pequenas farmácias pertencentes aos Simples

Há muitas dificuldades para uma micro e pequena farmácia no Distrito Federal. Taxas elevadas na hora de registrar a empresa, taxas de contrato de trabalho e de licenciamento junto a Vigilância Sanitária. Pensando nisso, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Distrito Federal (Sincofarma), Francisco Messias, realizou na quinta-feira (8), na sede do Sebrae-DF, uma reunião com o presidente do Sebrae Nacional, Guilherme Afif. A intenção do encontro foi solicitar apoio da entidade para que as pequenas farmácias que aderiram ao Simples Nacional paguem taxas menores do que as grandes redes, conhecidas também como Sociedades Anônimas.

Na visão de Messias, o apoio pode ser decisivo para que o Conselho Regional de Farmácias atenda as reivindicações do sindicato e contribua decisivamente para o desenvolvimento das micro e pequenas empresas. “O que está acontecendo é que as pequenas empresas pagam as mesmas taxas que as grandes redes, o que é injusto. Fui ao Conselho Federal reivindicar uma revisão nas taxas e eles não me atenderam. Por isso, pedimos apoio do Sebrae. Tudo isso para que o conselho faça a diferença de valores entre as pequenas e micro farmácias optantes pelo Simples Nacional e as S/A”, explica Francisco.

Messias alega ainda que os processos para pagamento de multas ou encargos financeiros referentes a contratações de funcionários tornam-se ainda mais difíceis quando as empresas são de pequeno porte. “O estatuto da Micro e Pequena Empresa diz que nós temos que ser tratados com um diferencial em termo de valores e isso não esta sendo feito. O que nós queremos pagar é uma anuidade ou uma isenção. A rotatividade de funcionários na empresa eleva o custo para o empresário. Sem contar as multas caríssimas que colocam o pequeno empresário em desvantagem ao da grande rede. Não tem como as micro e pequenas empresas pagarem as mesmas taxas pagas pelas sociedades anônimas”, defende Francisco Messias.