Setor terciário

por acm

Em um futuro próximo, Brasília terá a oportunidade de se consolidar como um dos polos comerciais e de prestação de serviços mais expressivos do Brasil. Se as autoridades da capital da República realmente desejam gerar emprego e renda para a população, esse é um dos eixos prioritários de desenvolvimento econômico a ser incentivado. Essa constatação pode ser feita a partir da análise dos números consolidados do PIB brasiliense de 2010, divulgados recentemente pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal, na sede da Federação do Comércio.

A soma das nossas riquezas atingiu R$ 149,906 bilhões.A leitura do relatório nos mostra que um dos principais problemas locais – a elevada taxa de desemprego – diminuiu, passando de 15,8% em 2009 para 13,6% em 2010. Apesar de ainda estar acima da média nacional, essa redução no número de desempregados só foi possível devido a uma boa performance da economia local, auxiliada pelo setor terciário. O comércio em Brasília cresceu 7,1% e passou a representar 6,7% de toda a nossa estrutura econômica em 2010. Esse desempenho permitiu a criação de sete mil postos de trabalho, o equivalente a 14% do total gerado.

A recuperação do comércio, que em 2009 havia registrado variação negativa, foi motivada pelo intenso consumo interno, mantido pela elevação da massa salarial e pelas diversas medidas adotadas pelo governo para reaquecer a economia.

As outras atividades econômicas que junto com o comércio formam o chamado setor Serviços também tiveram bons desempenhos. Para chegar a um resultado mais real, excluindo a área pública (administração, educação e saúde), o setor terciário no DF representa 38,8% do PIB. É uma força gigantesca que, se estimulada, pode alavancar ainda mais o nosso desenvolvimento, graças ao fato de termos a maior renda per capita do Brasil e uma localização estratégica – no centro geográfico e político nacional.

Publicado originalmente no Jornal de Brasília 03/12/2012

Brasília, 03 de dezembro de 2012

Adelmir Santana Presidente do Sistema Fecomercio-DF