Setor de serviços cai 7,6% e tem o pior resultado desde 2012

O volume do setor de serviços recuou 7,6% em outubro de 2016 na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Segundo levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi a maior queda, nessa base de comparação anual, desde o início da série histórica, em janeiro de 2012. Já na comparação mensal, de setembro a outubro, a retração foi menor, de 2,4%. Em setembro, havia sido de 0,3% e, em agosto, de 1,6%. No ano, o setor de serviços acumula queda de 5% e nos últimos 12 meses de 5,1%.

A pesquisa mostra ainda os resultados na comparação mensal. Tiveram resultados negativos: transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (-7,0%); serviços de informação e comunicação (-3,1%); serviços profissionais, administrativos e complementares (-1,9%) e outros serviços (-0,5%). O agregado especial das atividades turísticas recuou 1,3%. Apenas os serviços prestados às famílias cresceram 0,1%.