Secretário de Trabalho presta contas na Fecomércio e apresenta a Campus Party Brasília

O secretário adjunto do Trabalho, da Secretaria de Estado do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos do Distrito Federal (Sedestmidh), Thiago Jarjour, apresentou aos diretores da Fecomércio-DF, durante a reunião mensal de diretoria da entidade, realizada nesta quarta-feira (30), algumas mudanças na secretaria que geraram uma redução de gastos de R$ 4,2 milhões. Esse foi o montante que a pasta conseguiu economizar aos cofres públicos em 2016 após adotar uma série de medidas de corte de despesas. Durante a reunião, o secretário anunciou também que 4 mil pessoas devem participar da Campus Party Brasília, de 14 a 18 de junho, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Essa é a primeira vez que o evento ocorrerá no Distrito Federal. A expectativa é fortalecer o ambiente de inovação e tecnologia do mercado local.

_RAP4251

De acordo com Jarjour, o ponto que mais impactou as contas da secretaria foi a mudança de endereço de algumas unidades. Agências do trabalhador de Planaltina, Itapoã, Guará e Recanto das Emas passaram a funcionar dentro das administrações regionais. Os valores dos alugueis variavam entre R$ 3.943,34 e R$ 17.000, poupando R$ 645.465,60 no acumulado de 12 meses. A sede da secretaria migrou do Setor Bancário Norte, deixando de pagar R$ 1.462.800 de aluguel anuais. Com a ida para o prédio onde já funcionava a Agência do Trabalhador no Setor Comercial Sul, o valor do contrato baixou para R$ 971 mil anuais, sendo 60% (R$ 582.600) custeados pelo Ministério do Trabalho e Emprego, via convênio. Isto representa economia de R$ 1.076.673,54 por ano ao GDF.

O secretário explicou ainda que outras soluções simples, como a mudança da telefonia tradicional para o sistema de Voip (ligações via internet), reduziu as contas anuais em R$ 783,6 mil em relação às do governo anterior. Para ele, as mudanças funcionam como uma questão de respeito ao contribuinte. “Precisamos entregar sempre o melhor resultado com o menor custo possível. Essa é a premissa de qualquer empreendimento de sucesso, seja público ou privado. Eu e a equipe da secretaria sentamos, analisamos as contas e identificamos pontos nos quais poderíamos cortar custos, sem prejuízos aos serviços prestados à população”, destacou.

Campus Party Brasília

Durante a reunião, Thiago Jarjour explicou que a secretaria tem atuado para aproximar a juventude empreendedora da cidade das oportunidades criadas pelo festival Campus Party, considerado o maior do mundo a reunir jovens para discutir inovação, criatividade, ciências, empreendedorismo e universo digital. Quem pretende acampar no espaço já pode adquirir o ingresso para o evento. Até 31 de março, fica aberta a pré-venda dos passaportes pelo site oficial da Campus Party. “A Campus Party deve trazer muitas contribuições para Brasília. Temos visto o despertar de uma veia empreendedora muito forte, que pode estimular uma nova matriz econômica”, explicou Thiago.

O fortalecimento do empreendedorismo na cidade é um dos legados da edição Brasília, de acordo com o secretario. A proposta foi levada pelos empreendedores para a Campus Party Brasil de 2016, em São Paulo. Lá, eles apresentaram a ideia e captaram investidores para aprimorar a plataforma.

Áreas mais beneficiadas pelo Prospera-DF

O Secretário de Trabalho comunicou ainda que microempresários terão R$ 11 milhões de incentivo do governo em 2017. Segundo dados apresentados durante a reunião, neste primeiro lote de 2017, foram distribuídos R$ 100.510,58 em empréstimos para oito microempresários urbanos (com o total de R$ 55.060) e dois rurais (R$ 45.450,58). O segundo lote, com cerca de R$ 419 mil, será entregue em 18 de abril. “O fundamental é que os donos de pequenos negócios procurem as Agências do Trabalhador, se informem e busquem o financiamento”, enfatizou Thiago.

A primeira edição do Prospera, em 2015, beneficiou 248 microempreendedores, com R$ 3.030.673,29. No ano passado, 823 pessoas fizeram jus ao empréstimo, com a quantia de R$ 9.912.279,07. De acordo com levantamento da Secretaria do Trabalho, os setores mais beneficiados com o Prospera foram agricultura (42%), comércio (37%), serviços (11%), indústria (6%), pecuária (3%) e artesanato (1%). A área urbana ficou com 55% do montante, e a rural, com 45%.

Fecomércio-DF recebe visita de presidente da Federação do Amapá

O presidente da Fecomércio do Amapá, Eliezir Viterbino, o vice presidente, Marcos Antônio Marques, e o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae do Amapá, Mateus Silva, visitaram as instalações da Fecomércio no Distrito Federal nesta quarta-feira (29).  Eles foram recebidos pelo presidente da instituição, Adelmir Santana, e pelo superintendente da Fecomércio-DF, João Feijão. Na oportunidade, os diretores da Federação do Amapá conheceram as instalações da Fecomércio e a rotina de trabalho em Brasília.

Na economia do estado do Amapá predominam as atividades do setor terciário, com forte concentração nas áreas urbanas, principalmente na capital Macapá. De acordo com o presidente da Fecomércio-AP, Eliezer Viterbino, por estar localizado estrategicamente numa região de fronteira internacional, o estado do Amapá apresenta uma situação favorável para a realização de parcerias comerciais com países vizinhos. Segundo ele, o setor mais representativo na composição do PIB estadual é o de comércio e serviços, com participação relativa de 85,8%. “O Amapá é um Estado que hoje vislumbra um futuro de fortalecimento econômico apostando no seu crescimento comercial. Os números confirmam que o crescimento do comércio e serviços contribuem para o desenvolvimento do Amapá”, explicou Eliezer.

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de Política de Cookies e Política de Privacidade para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.