Foco no turismo e no FCO

por acm

O Brasil é hoje a quinta nação com mais visitantes nos Estados Unidos. A despesa média de 6 mil dólares por pessoa, a cada viagem, nos coloca no terceiro lugar entre os turistas campeões de gastos. Não por acaso, o presidente norte-americano Barack Obama anunciou em janeiro um plano para facilitar a emissão de vistos para os brasileiros. O objetivo foi estimular a geração de empregos e tirar o império da crise. Mas o que nós, aqui em Brasília, podemos aprender com isso? Basicamente, devemos aprender a valorizar o turismo como atividade de fundamental importância para o desenvolvimento econômico e social de uma localidade.

Os brasileiros viajam para os Estados Unidos, principalmente, para comprar. A carga tributária elevada praticada no Brasil nos impede de competir em condições de igualdade nesse quesito. Isso acaba sendo extremamente prejudicial para o país, pois deixamos de gerar divisas e fortalecer a economia. E nos outros pontos, como qualidade dos serviços ofertados e infraestrutura turística, nós estamos fazendo a nossa parte? Eu também digo que não. É preciso se preparar caso Brasília queira receber bem os turistas daqui para frente, especialmente durante e após a Copa das Confederações e a Copa do Mundo de 2014.

O alerta vale para todos. No campo empresarial, não faltam incentivos. Somente para 2012, o Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) prevê um orçamento de R$ 189 milhões para serem investidos em empreendimentos turísticos. A Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), gerida pelo competente secretário Marcelo Dourado, tem se empenhado para fazer com que esses recursos sejam utilizados. Para tanto, os empresários precisam estar preparados e em dia com suas obrigações. As condições para tomada desses empréstimos são extremamente atrativas, com longos prazos de pagamento e baixas taxas de juros.

No campo governamental, os gestores devem valorizar e respeitar a imagem da capital da República. Façam do gesto mundial de Obama um exemplo. Convidem os turistas a visitarem Brasília. A cidade não explora nem um décimo do seu potencial. Segundo o próprio governo do DF, apenas 10% dos passageiros que aqui desembarcam fazem turismo na cidade. O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac-DF) tem procurado fazer a sua parte, com a oferta de cursos profissionalizantes voltados para os setores de comércio, serviços e turismo, com foco nos grandes eventos que irão ocorrer.

Vamos ampliar essas iniciativas. Para ter um belo cartão postal também é necessário conservar o patrimônio. Uma cidade tão nova e moderna não pode ter um aspecto enferrujado. Um passeio em Brasília seria muito mais agradável para o turista se ele tivesse opções adequadas de transporte. Porém, isso nem o próprio brasiliense têm. É a hora de atacar esses problemas antes que seja tarde. A capital do Brasil pode vir a ser a capital da América Latina. Eu acredito.

*Publicado originalmente no Jornal de Brasília – 13/2/2012

Brasília, 13 de Fevereiro de 2012

Adelmir Santana Presidente do Sistema Fecomercio-DF

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de Política de Cookies e Política de Privacidade para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.