Famílias estão mais confiantes em fevereiro

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), alcançou 77,1 pontos em fevereiro de 2017, em uma escala de 0 a 200. Abaixo dos 100 pontos, o resultado indica insatisfação com as condições correntes e, embora tenha aumentado 1,2% na comparação mensal, apresenta queda de 2,1% em relação ao mesmo período de 2016. A CNC acredita que a queda dos juros, aliada ao processo de redução da inflação, promova maior incentivo à recuperação do comércio e, consequentemente, à confiança do consumidor.

A perspectiva de consumo das famílias cresceu 1,5% em relação a janeiro de 2016. Na comparação anual, o índice apresentou aumento de 7,2%, a quinta variação anual positiva desde agosto de 2014. O índice registrou 67,6 pontos. Embora haja um processo de retomada gradual da confiança de consumidores e empresários, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) espera relativa estabilidade nas vendas do comércio em 2017, que poderão ser mais aceleradas de acordo com a confiança na governabilidade e na implementação das reformas necessárias.