Confiança em alta

por acm

O otimismo é uma característica inerente ao empresário do Comércio. Para ter sucesso nos negócios em um país como o Brasil, com tamanhas dificuldades, é preciso mesmo ter muita confiança. Se não fosse assim, o empreendedor fecharia as suas portas diante dos recorrentes empecilhos burocráticos e tributários existentes. Ao invés disso, ele prefere buscar uma saída criativa para vender suas mercadorias e continuar a gerar emprego e renda, o que é bom para todos. Investir em marketing e promoções faz parte dessa estratégia, principalmente durante as datas comemorativas.

Ocasiões como festas e eventos religiosos costumam ter um grande impacto na economia nacional. Essas comemorações movimentam tanto a vida do empresário como a do consumidor. O volume de ofertas para os clientes aumenta, as lojas ampliam os seus estoques, a indústria se aquece e mais dinheiro circula no mercado, fazendo essa roda girar – inclusive com a expansão de empregos temporários. Esse fenômeno explica boa parte da expectativa com o Dia das Crianças. Este ano, os lojistas brasilienses esperam um aumento de 11,77% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado, conforme pesquisa realizada pelo Instituto Fecomércio.

É uma estimativa que confirma esse comportamento otimista do Comércio. Mesmo ciente do endividamento das famílias, o lojista sempre espera pelo melhor. Por meio de pesquisadores de campo, economistas e estatísticos, o Instituto Fecomércio traduz esse ânimo em respostas concretas. O estudo nos mostra que a confiança elevada se deve também ao último trimestre do ano, quando o Natal e as festas de fim de ano aquecem as vendas, e ao pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário. Em tempos de crise ou de fartura, é sempre prudente manter as contas equilibradas e consumir com responsabilidade. Mas uma coisa é fato: pensar positivo nunca fez mal a ninguém, seja você comerciante ou não.

Publicado originalmente no Jornal de Brasília 07/10/2013.

Brasília, 07 de outubro de 2013. Adelmir Santana – Presidente da Fecomércio-DF, entidade que administra o Sesc, o Senac e o Instituto Fecomércio no Distrito Federal.