Confiança do empresário brasiliense se mantém na zona positiva pelo terceiro mês seguido

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio do DF (Icec-DF) cresceu quatro pontos em maio na comparação com abril deste ano, fixando-se em 105,6 pontos. Esse resultado representa o terceiro mês seguido acima da zona de indiferença, que é de 100 pontos. Já em relação ao mesmo período do ano passado, o índice apresentou alta de 23,6 pontos. É o que mostra a pesquisa divulgada pela Fecomércio do Distrito Federal.

ht

O presidente da Fecomércio-DF, Adelmir Santana, analisa  que o crescimento da confiança dos empreendedores foi motivado, principalmente, pelo índice que mede as condições atuais do comércio, que apresentou uma alta de 7,2 pontos. “Os empresários da capital da República estão começando a enxergar melhoras na economia do País. A conjuntura gradualmente mais favorável aos investimentos e os indícios de retomada das vendas no varejo estimulam a confiança dos comerciantes”, afirma Adelmir. Ele destaca ainda que os números de confiança podem aumentar ainda mais no fim do ano. “A estimativa é de crescimento da economia no último trimestre do ano. Será o início da retomada após uma recessão sem precedentes na história do Brasil”, explica.

O estudo divulgado pela Fecomércio mostra ainda que 35,8% dos empresários entrevistados afirmam que a expectativa para a economia brasileira melhorou muito e 48,3% disseram que melhorou pouco. O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) detecta as tendências do setor, do ponto de vista do empresário. A amostra é composta por aproximadamente  seis mil empresas, e os índices, apurados mensalmente, apresentam dispersões que variam de zero a 200 pontos.