Comércio é o setor que mais emprega no DF

Em Brasília, o nível de ocupação no comércio aumentou 2,5% em janeiro em relação ao mês anterior. A porcentagem equivale a seis mil novos postos de trabalho — 18 mil a mais que no mesmo período de 2016. Os demais setores da economia, no entanto, registraram queda. A redução foi de 1,7% no número de trabalhadores da área de serviços, de 6% na construção civil e de 6,4% na indústria de transformação — são 18 mil ocupações a menos (1,4%) no mês. As informações são da Pesquisa de Emprego e Desemprego no Distrito Federal (PED), divulgada nesta quarta-feira (22).

Os dados também mostram que a taxa de desemprego total aumentou de 18,6%, em dezembro, para 19,3%, neste mês — o que significa 312 mil pessoas sem emprego. Em janeiro de 2016, o índice era de 15,6%. De acordo com a pesquisa, o aumento se deve à pressão exercida pela entrada de novas pessoas no mercado de trabalho, superior à criação de vagas de emprego.

O estudo é fruto de parceria da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanosda Companhia de Planejamento do DF (Codeplan)e do  Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).