Combate à corrupção

por acm

Desvio de recursos públicos, fraude em licitações, lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta são crimes sobre os quais o brasileiro já se acostumou a ouvir falar ou ler a respeito. Essa é uma triste realidade. Isso se deve ao fato de que todos esses delitos estão de alguma forma associados à corrupção, um mal que se tornou uma verdadeira chaga no Brasil. Na semana passada, a Polí- cia Civil do DF desmontou um esquema na Fundação de Apoio à Pesquisa, órgão ligado à Secretaria de Ciência e Tecnologia. Seis suspeitos foram presos. Na mesma investigação, foram reveladas concorrências públicas adulteradas.Tudo isso surpreendeu e entristeceu os empresários da cidade. Lamentavelmente, parece que a cada dia um novo foco de corrupção é descoberto. Em qualquer caso, o que se observa é uma tentativa de corromper a sociedade. A corrupção destrói valores éticos e morais, dissemina a violência e promove a ilegalidade.

O Brasil perde anualmente em torno de R$ 80 bilhões por causa dos roubos aos cofres públicos. Esse rombo deixa de garantir a saúde pública, a educação de qualidade, a habitação, a segurança, o transporte eficiente e a proteção social, entre outros direitos. Em última instância, é um dinheiro que sai do bolso do cidadão e que no meio do caminho é desviado para o bolso de criminosos. É preciso acabar de uma vez por todas com esse mal.

A Federação do Comércio do DF criou no ano passado um grupo de combate à corrupção e apresentou alguns eixos para essa luta, como a sugestão de fortalecimento dos órgãos de prevenção e a revisão da legislação para que os crimes tenham suas penas agravadas. Além disso, é imperativa a realização das reformas política e tributária. A manifestação da Fecomércio teve o apoio de oito senadores da República, integrantes da Frente Suprapartidária de Combate à Corrupção. Todos concordam que silenciar ou se omitir, neste grave momento, é ser conivente. A luta precisa ser diária e a transparência deve ser um pré-requisito em qualquer instituição.

Publicado originalmente no Jornal de Brasília 19/11/2012,

Brasília, 19 de novembro de 2012

Adelmir Santana Presidente do Sistema Fecomercio-DF

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de Política de Cookies e Política de Privacidade para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.