O Instituto Fecomércio-DF participou em Fortaleza (CE) da 10º edição do Fórum Nacional de Dirigentes dos Institutos Fecomércio. O encontro reuniu nos dias 8 e 9 de março, na sede da Fecomércio-CE, todos os Institutos do País com o objetivo de discutir tendências, estratégias e boas práticas.

A coordenadora de empresa-escola do IF, Regina Malheiros, que está no evento junto com a diretora executiva do IF-DF, Elizabet Campos, disse que o instituto do DF debateu com os participantes do fórum a importância da tecnologia para apoiar a gestão e organizar os trabalhos, além de destacar a integração. Na ocasião, Regina ministrou uma palestra intitulada “Apostando na Tecnologia para Inovar e Fomentar Programas”.

“Após três anos de elaboração nós lançamos em 2017 e colocamos em prática um programa de informações gerenciais, o que trouxe um dinamismo para as novas ações, mais segurança e mais comunicação, além de gerar um controle de procedimentos. Com isso, conseguimos mais qualidade e celeridade em nossos processos”, destacou Regina.

Na abertura do evento, o presidente em exercício da Fecomércio-CE, Maurício Filizola, ressaltou que o comércio de bens, serviços e turismo é a atividade que mais gera renda no Ceará. Segundo Filizola, em 1998, faltavam dados relevantes que orientassem o setor e a gestão das instituições. Agora isso mudou. Ele disse que o IF do Ceará é uma fonte fidedigna de dados para a imprensa, governos, instituições e empresários.

O fórum contou ainda com uma palestra do economista-chefe da Divisão Econômica da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Fabio Bentes. Ele abordou a questão: Metodologias de Projeções e Tendências 2018. Durante sua exposição, mostrou que alguns fatores levam à expectativa otimista para 2018: o fim da mais longa recessão das últimas décadas (2014-2016); a trajetória benigna da inflação, que diminuiu em 2017; o aprofundamento do ciclo de afrouxamento monetário; e a gradual retomada de força no mercado de trabalho.