contratação de trabalhadores temporários para atuar no comércio brasiliense durante o Natal e o réveillon será um pouco maior este ano do que na comparação com 2016. É o que mostra levantamento realizado pelo Instituto Fecomércio. De acordo com o estudo, 31,8% dos empresários farão contratações. Isso significa que serão abertas 3,9 mil vagas temporárias no DF. No ano passado, na mesma época, o índice foi de 16,3%, quando 3,8 mil vagas foram geradas. O levantamento ouviu 425 lojistas de shopping e de lojas de rua, de 15 segmentos diferentes, entre os dias 7 e 9 de agosto.

O presidente da Fecomércio-DF, Adelmir Santana, aponta que os empresários pretendem realizar as contratações no período entre a primeira quinzena de novembro e a primeira quinzena de dezembro de 2017. Este momento deverá concentrar, aproximadamente, 80% das contratações temporárias. “O trabalhador deve ficar atento às vagas temporárias, pois as pessoas podem encarar a oportunidade não apenas como um trabalho temporário, mas como uma chance de efetivação. O bom desempenho do funcionário aliado à vontade de crescer no ambiente profissional são fundamentais para a entrada no mercado”, ressalta Adelmir. Os principais critérios indicados para seleção foram: disponibilidade de tempo integral (71,9%) e experiência (52,6%), evidenciando um perfil de profissional específico para o varejo, ou seja, que conheça a dinâmica do comércio e procure a atividade como sua principal ocupação.

Entre os segmentos pesquisados, o de lojas de Calçados/ Acessórios foi o que apresentou maior intenção de contratação temporária (36,08%); seguido por Livraria e Papelaria (20,32%); lojas de Brinquedos (19,07%); Floricultura/Cestas (15,71%); Chocolataria (15,50%); Vestuário (11,17%); Artigo para Presente/Armarinho/Souvenir (11,11%); Perfumaria/Cosmético (10,75%); Eletroeletrônicos (7,98%); Relojoaria/Joalheria/Semijoia (6,52%); Material Esportivo (6,46%); Lojas de Departamento (5,62%); Cama, Mesa e Banho (4,26%); Restaurante (2,78%) e Ótica (2,00%).

O comércio do Distrito Federal deverá aumentar o seu quadro de funcionários temporariamente em 8,63%. Os empresários foram questionados também sobre a possibilidade de efetivação de algum temporário, e 75,6% informaram que pretendem efetivar algum temporário. Os segmentos de Cama, Mesa e Banho, Material Esportivo, Ótica, Relógio / Joalheria / Semi Joias, Restaurantes e Vestuário e Acessórios são os segmentos com maior expectativa de efetivação da mão de obra temporária em 2017.

Os segmentos pesquisados foram: Calçados/ Acessórios; Livraria e Papelaria; lojas de Brinquedos;Floricultura/Cestas; chocolataria; vestuário; Artigo para presente/Armarinho/Souvenir; Perfumaria/Cosmético; Eletroeletrônicos; Relojoaria/Joalheria/Semijoia; Material Esportivo; Lojas de Departamento; Cama, Mesa e Banho; Restaurante e Ótica.